Make your own free website on Tripod.com

Reportagens de Novelas: www.novelas.web.pt

15 anos a mil por Hora
Home | 15 anos a mil por Hora | Susana Gonzáles no Limite do Sucesso | Canavial ou Manancial | César Évora em No Limite da Paixão | Fernando Colunga o rei das Novelas | Especial Adela Noriega | A descarada Rubí

log.jpg

Duas garotas, uma rica, uma pobre, um amor proibido pela ambição de uma mãe, um rapaz inescrupuloso capaz de tudo, uma menina incompreendida pelos pais, e uma festa de quinze anos são os ingredientes de Primeiro Amor a Mil Por Hora, mas que poderia muito bem ser a história de Quinze Anos, com Adela Noriega, Thalia e Ernesto Laguardia. Fica um pouco óbvio, afinal, Primeiro Amor a Mil Por Hora é uma regravação de Quinze Anos (exibida pelo SBT no início da década de 90 e reprisada pela CNT mais tarde), porém, é mais fácil de aceita-la como uma adaptação, pois embora a essência seja a mesma, muitos elementos foram modificados para essa nova versão. 
Primeiramente, vale ressaltar que enquanto na primeira versão, o principal era a amizade das duas garotas, em Primeiro Amor o romance de Giovana (Anahí) foi o enfoque principal. Mas vale destacar que Marina (Ana Layevska), uma revelação, destacou-se tanto com seu personagem que por vezes roubou a cena. 
Vários personagens que já existiam, continuam, só que foram deslocados para outros núcleos e famílias. É o caso da família de Giovana que teve uma sensível mudança. No original, Marilu (Adela Noriega) tinha dois irmãos, um era Geraldo (Rafael Rojas, o Luís Diego de A Alma Não Tem Cor) e uma irmãzinha mais jovem (que agora é Daniela Luján, ou seja, terá mais peso na história). O irmão Geraldo se apaixonava por Beatriz (Thalia), a garota rica e mimada. Em Primeiro Amor, Giovana tem duas irmãs, uma Daniela Luján, e a outra é a personagem de Arleth Terán, a invejosa Priscila, que tenta atrapalhar o romance de Giovana com o humilde Leon (Kuno Becker). Esse personagem era o de Nailea Norvind em Quinze Anos, e ela se chamava Leonor, só que ao invés de ser irmã, era apenas uma amiga de Marilu, mas também queria destruir o romance dela com o mecânico Paulo (Ernesto Laguardia).
O irmão de Marilu acabou virando um "irmão de criação" de Marina, é Rafael (Valentino Lanus, outra revelação da novela). Dessa vez, ele não é barra-pesada, nem se envolve com drogas. Pelo contrário, é um moço politicamente correto.
Em Quinze Anos, havia o marginal Memê (Sebastián Ligarde, o Diego de Salomé), que protagoniza uma das cenas mais importantes da história, o suposto estupro da virgem debutante. Ele vivia no mesmo bairro que ela, e freqüentava as festas junto de Marilu, Leonor, Paulo, etc. Agora, seu personagem é o de Mauricio Islas, o perigoso Daniel, que também atormenta a vida de Giovana, ele é um primo de Marina, e é ele quem supostamente estupra Giovana. A propósito, em Quinze Anos, Beatriz também tinha um primo, Sérgio (Fernando Cianguerotti, o Santiago de Maria Mercedes), que assim como Daniel, era quem a mãe de Marilu queria que ela se casasse, por ser rico e bem nascido. Ou seja, Mauricio Islas é a mistura de dois personagens de Quinze Anos. O protagonista masculino agora tem família, e uma grande família. Na original, Paulo só tinha sua mãe. Agora ele tem irmãos, pai, tio.                                 
Muitas mudanças na história também foram feitas. Enquanto Beatriz sofria muitas desgraças ao engravidar de Geraldo e perder o bebê num acidente, em Primeiro Amor a Mil Por Hora, a história de Marina é bem diferente. Ela tem distúrbios alimentares e uma relação de amor e ódio com Rafael. Do original, foi mantido sua difícil convivência com os pais, que não lhe dão atenção por causa de suas carreiras. Uma das partes que mais escandalizou o México em 1987 foi o suposto estupro de Marilu. Em uma cena inesquecível, a jovem corre pelas ruas do bairro após ter tomado uma bebida com droga colocada pelo malando Memê, ela cai e desmaia. Quando acorda, acredita ter sido deflorada, motivo pelo qual rejeita Paulo, sem contar o que aconteceu (algo semelhante ao que aconteceu em Manancial, com a diferença que na última o estupro de fato ocorreu). Na nova versão, o acontecimento é o mesmo, mas a cena é muito mais suave. Ela simplesmente acorda em seu quarto seminua e começa a achar que algo aconteceu. Quanto a ser "a mil por hora", apesar do herói também ser um mecânico em Quinze Anos, não haviam corridas de carro como em Primeiro Amor. Também nessa versão, se verão mais drogas, mais jovens, mais romances, tudo isso para atualizar essa novela.
Quinze Anos foi uma novela mais impactante que Primeiro Amor, por ter sido a primeira novela adolescente no México, e a primeira que abordou esse tipo de temas. Quando Primeiro Amor estreou, isso já não era novidade, porém mesmo assim, a novela segue tendo seu encanto e foi por isso que conquistou altos índices de audiência por onde passou, divertindo e emocionando muitos jovens.

3.jpg