Make your own free website on Tripod.com

Reportagens de Novelas: www.novelas.web.pt

Fernando Colunga o rei das Novelas

Home | 15 anos a mil por Hora | Susana Gonzáles no Limite do Sucesso | Canavial ou Manancial | César Évora em No Limite da Paixão | Fernando Colunga o rei das Novelas | Especial Adela Noriega | A descarada Rubí

fernando.jpg

Atualmente, ele é Manuel, em Amor Real, mas Fernando Colunga já virou um ícone das novelas. Ao longo dos anos, Fernando Colunga Olivares tem, a cada trabalho, provando que sua presença é sucesso garantido. Aos 37 anos, o galã já acumula uma vasta trajetória.Sua primeira participação nas novelas foi em 1991, na novela Dulce Desafio, onde foi o dublê de Eduardo Yañez nas cenas finais da história. Aliás, era isso o que ele fazia antes, atuava como dublê, mas no cinema.
Atuou em novelas como Madres Egoístas, Maria Mercedes onde viveu o malandro Tito, que misturava palavras em inglês em seu vocabulário. Vale comentar que a princípio seu personagem ficaria apenas 25 capítulos, mas seu contrato acabou se extendendo para a novela toda. Em seguida, veio Marimar (onde atuou como o empresário Adrian Rosales, que entra na reta final da história para tentar conquistar a heroína vivida por Thalia). Mas sua grande chance veio em Mas Allá Del Puente, de 1994, onde novamente seu personagem estava planejado para poucos capítulos, mas ficou até o final. Nessa época, atuou no infantil Plaza Sésamo, onde teve grande destaque. 
Em seguida, atuou em Alondra, que foi seu último papel de coadjuvante. No mesmo ano, começa a atuar em Maria do Bairro, ao lado de um elenco inesquecível, com Thalia e Itati Cantoral. Mas antes disso, ele precisou fazer nada menos que 26 testes para ganhar esse papel.

Valentim Pimstein, chefe do departamento de novelas da Televisa na época, exigiu que ele tingisse seu cabelo de loiro, para “ficar com cara de galã”. Bem ou mal, ele virou o galã do momento desde então. Tanto é que até hoje ainda é o principal galã do México.
Vale ressaltar o comentadíssimo romance com Thalia na época da novela, que terminou assim que a novela saiu do ar. 
Salvador Mejía Alejandre, aclamado produtor mexicano, começa em 1997 uma parceria de êxito com o ator. Fernando Colunga então confirma seu status em Esmeralda, ao lado de Letícia Calderón. Assim como Maria do Bairro, Esmeralda também é um fenômeno de vendas, fazendo com que ele se torne cada vez mais reconhecido internacionalmente.
A Usurpadora chega em 1998, eliminando toda e qualquer concorrência entre os galãs, fazendo com que Fernando Colunga virasse o “rei das novelas”. Nessa novela de grande sucesso, ele atua ao lado de Gabriela Spanic, e até surgiram boatos de uma possível antipatia entre os dois, que mais tarde foi desmentida.
Curiosamente, ela seria seu par novamente em Nunca Te Olvidaré, produção de Juan Osório de 1999. Mas ela recusou o papel, que ficou para Edith González. No Brasil, vimos Fábio Azevedo no papel que foi de Colunga, no remake intitulado Jamais Te Esquecerei, e que não teve boa repercussão por aqui. 2000 é um ano marcante para Fernando. Atuando em Abraça-me Muito Forte ao lado de figuras de grande peso como Victoria Ruffo (de quem vira grande amigo), César Évora e Aracely Arámbula. Trabalhando novamente com Salvador Mejía Alejandre, Colunga conquista seu primeiro TV y Novelas de melhor ator do ano. Depois de atuar em Abraça-me Muito Forte, Fernando se retira por um tempo da TV, e se dedica ao teatro, realizando Trampa de Muerte. No cinema, seu trabalho mais significativo foi em 1995, ao lado da cantora Paulina Rubio, em Bésame en la Boca. 
Para Amor Real, Carla Estrada chamou antes de todos, Fernando, para viver Manuel Fontes Guerra, o protagonista da história. Mais um êxito: Amor Real rompeu vários recordes de audiência no México. Novamente seu nome foi envolvido em boatos de que ele estaria tendo um romance, desta vez com Adela Noriega, estrela de Amor Real. Também foi inventada uma suposta rivalidade entre ele e Mauricio Islas, mas ambas histórias foram desmentidas. 
Em Abraça-me Muito Forte e principalmente em Amor Real é visível a evolução do trabalho de Fernando, que sempre foi um ator muito disciplinado e esforçado, e que alcançou todo o sucesso que tanto batalhou.

Sem sombra de dúvidas, Fernando Colunga é o ator mais popular aqui no Brasil. Na época da exibição de A Usurpadora, teve reportagens suas em várias revistas, entre elas até foi capa da Contigo!. Outro acontecimento se deu em 2000, quando Christiane Flores, da revista Minha Novela, o entrevistou durante os bastidores de Abraça-me Muito Forte. E recentemente, o programa Falando Francamente, o entrevistou em um intervalo das gravações de Amor Real. Infelizmente, até hoje essa entrevista não foi exibida completa.  
No México, Fernando Colunga continua sendo o ator mais requisitado no mundo das novelas.
Seu cachê vale milhões. Por enquanto, ele ainda não tem nenhum projeto em vista, mas em breve já haverá mais uma novela com sua presença. Pode-se dizer seguramente, que hoje, Fernando é o rei das novelas!